Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Gata Christie



Sábado, 12.10.13

Décalage

Quando terminamos uma relação é provável que à medida que a tristeza passa e que a paixão se dilui, à medida que recuperamos a razão e voltamos a ver o mundo com clareza, é provável, dizia, darmos por  nós a pensar mas como é que eu gostei daquele gajo, ou mas como é que eu fui capaz de acreditar em, ou mas como é que eu não vi que, ou mas como é que eu me dei ao trabalho de, ou mas como é que eu fui tão tonta, até chegarmos aliviadas à conclusão que nos livrámos de boa, foi o que foi. O problema é que mesmo depois de sabermos isto tudo às vezes ainda leva algum tempo até o sentirmos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Gata às 20:53


2 comentários

De Paula a 14.10.2013 às 15:08

Olá...venho aqui muitas vezes ler o seu blog e (infelizmente) conheço essa dor! Realmente passados quase 4 anos olho para trás e é mesmo isso "do que eu me livrei!"...mas o primeiro ano foi de muita dor e de muitos "porquês". Hoje é mais o "como é que me deixei levar", "como é que vivi com aquela pessoa" e muitos "porque é que...".
O tempo vai trazer toda a tranquilidade necessária para se voltar a ser feliz, para conseguirmos estar ao pé daquela pessoa (por causa das crianças) e nos ser completamente indiferente, quer de ódio quer de amor.

O tempo cura tudo...demora mas cura!

Jinhos
Paula

De Cristina a 15.10.2013 às 11:05

Venho aqui muitas vezes, há muito tempo. Nunca comento mas gosto sempre muito de ler os posts. Mais. Em rigor, identifico-me muitas vezes com eles. Só que hoje foi diferente, não podia deixar de comentar porque passei por isso tudo, com todas as letrinhas. E o que posso garantir é que, de repente, quando damos por nós, passámos efectivamente do 'saber' para o 'sentir', e a partir daí é tudo fluído. Fluído e bom.
Um beijinho,
Cristina

Comentar post




Pesquisar

Pesquisar no Blog