Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Gata Christie


Sábado, 05.09.15

Acabou-se a papa doce

IMG_1360.JPGIMG_1378.JPGIMG_1384.JPG

IMG_1398.JPGIMG_1412.JPGIMG_1421.JPG

IMG_1471.JPGIMG_1468.JPGIMG_1459.JPGIMG_1491.JPGIMG_1483.JPGIMG_1499.JPG

IMG_1500.JPGIMG_1529.JPGIMG_1534.JPG

IMG_1546.JPGIMG_1535.JPG

"Sorrisos" na piscina da praia das Maçãs. Meia Praia. Prendas. Um dia nos insufláveis. Com amigos até ao pôr  do sol na praia do Barril. Bodyboard na praia da minha infância. Voar. O livro que ando a ler. O António ajuda a fazer o jantar (num dia quase perfeito). Jogos ao serão. Piscina da praia do Carvalhal na perspectiva do Pedro. Enfrentar o mar na Zambujeira. Com mais amigos nos Alteirinhos. E o resto que não ficou guardado na máquina fotográfica. Durante quase três semanas vivemos numa bolha de felicidade e água salgada. E hoje voltámos a casa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Gata às 22:09

Terça-feira, 25.08.15

Passar as férias na redacção

IMG_1406.JPG

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Gata às 22:27

Quinta-feira, 20.08.15

Dezembro em agosto

Para as pessoas que têm filhos, os anos começam em setembro e terminam em junho. Julho e agosto são períodos de arrumações. Em casa e na cabeça. De fazer o balanço do que se passou e de prepararar o que aí vem. Entre cadernos novos e livros que é preciso forrar, promessas de que vou tentar ser mais organizada e decisões quanto aos horários familiares, levo para as férias a vontade de melhorar também algo dentro de mim. A serenidade é talvez a qualidade que mais dificuldade tenho em alcançar. Aproveitemos esta pausa na rotina e façamos, pois, mais um esforço.

think.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Gata às 19:28

Segunda-feira, 17.08.15

Life's for living

 In the Summertime, Mungo Jerry

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Gata às 21:54

Sábado, 08.08.15

Nas ondas

Estas férias têm sido mesmo looooongas e um grande desafio. Pela primeira vez, o António não tinha o que fazer durante os meses de julho e agosto. Dois meses inteiros sem escola. Tivemos que chatear os avós e os tios mais do que o costume. E ainda arranjar umas alternativas. Depois das Trepadeiras, esta semana os miúdos foram apanhar ondas com a Flow Surf School. Com esta actividade já gastei um bocadinho mais, mesmo optando por mandar a comida na lancheira. Mas, por outro lado, vinham buscá-los e trazê-los a casa e tudo correu muito bem. E o mais importante: eles divertiram-se imenso, isso é certo. Passaram os dias na praia, ora a surfar ora a brincar e chegavam a casa sorridentes e muito cansados.

11825088_799311390166043_4770011826721835061_n.jpg

Ainda nos falta uma semana e meia para irmos de férias. Ainda nos falta uma semana e meia para poder dizer, finalmente, como no concurso: prova superada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Gata às 20:19

Terça-feira, 28.07.15

Fim-de-semana atrasado

O bom do verão - não me canso de dizê-lo - é que o tempo livre é realmente livre. Não ter horários nem obrigações, seja por um dia ou apenas por umas horas ao fim da tarde, é como ter pequenos momentos de férias mesmo quando eu ainda não estou de férias. Por exemplo, nas folgas. Acordar sem despertador e passar a manhã na ronha. Sem trabalhos de casa (até fico emocionada com isto, pá). Ir ao cinema ver os Mínimos (vão, vão que é mesmo divertido). Ficar no parque naquela hora mágica do entardecer. Deixá-los fazer amigos e correrem livremente. Descalços, a brincar com paus e a sujarem-se todos (que nós não queremos cá totós). Até quererem. Jantar a desoras. Adormecer de cansaço no sofá. São dois dias apenas mas são tão valiosos. 


minimos.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Gata às 21:19

Sexta-feira, 24.07.15

Trepadeiras

O que fazer aos filhos durante as looooongas férias de verão? Esta semana os rapazes estiveram no atelier Trepadeiras de Papel da Casa Fernando Pessoa. Uma amiga chamou-me a atenção para este atelier e a primeira coisa em que reparei foi no preço, bastante mais simpático do que a maioria das coisas deste género. Além disso, o programa era muito giro e eu, ingenuamente, pensei que o António poderia ficar um bocadinho mais animado com a leitura e a escrita se estas actividades se realizassem ao ar livre, em pleno Jardim da Estrela, no meio de outras brincadeiras. Isso não aconteceu mas, ainda assim, mesmo sem jogar futebol e tendo de ler histórias, fazer desenhos e escrever pequenos textos, os miúdos divertiram-se e não houve queixas. Fizeram amigos. Brincaram na/com a natureza. Foram aos baloiços. Treparam na aranha. Treparam nas árvores. Fizeram guerras de bolotas. E o Fernando Pessoa lá pelo meio. 

Para mim, a semana teve outros desafios. Preparar lanches e almoços para esta malta (ufa!). Levar também almoço para mim para poupar tempo e conseguir sair mais cedo do trabalho. Viajar com eles de metro - uma hora entre caminhadas, viagens de metro, troca de linhas e muitos stresses pelo meio (já disse que os meus filhos são imparáveis?) mas, por outro lado, muitas brincadeiras e uma aprendizagem do mundo real que eu acredito ser super importante.

No final do dia, quando os ia buscar, estavam todos sujos, o que é muito bom sinal. E ainda havia tempo para comer um gelado, brincar mais um bocadinho e voltar para casa sem pressas

Como diziam naquele concurso de televisão: prova superada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Gata às 19:14

Quarta-feira, 22.07.15

Os pormenores fazem toda a diferença

Chegar a casa a horas decentes (por volta das 18.00). Não haver actividades extra-curriculares nem trabalhos de casa. O sol que faz os dias serem compridos. Saber que no dia seguinte podemos acordar um bocadinho mais tarde (não muito, porque ainda assim há quem tenha de ir trabalhar, mas uma hora já faz toda a diferença). Esta semana estamos assim e estamos muito bem.

Bastava-nos tão pouco para sermos tão mais felizes no nosso dia-a-dia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Gata às 20:01

Quarta-feira, 08.07.15

Sebastião Salgado (II)

Último dia destas pequenas férias.

Para arrancá-los da playstation, decidi levá-los à exposição Génesis, de Sebastião Salgado. É uma exposição boa para os miúdos porque tem muitos animais e paisagens do mundo inteiro, mesmo que eles não saibam ainda apreciar a beleza das fotografias dá para ter imensas conversas sobre o fotógrafo, de que já tinham ouvido falar, como é que ele fez para captar aquelas imagens, umas vezes deitando-se no chão, outras voando num balão, os sítios por onde andou, as florestas e os icebergs, os homens que andam quase nus e as pinturas que fazem no corpo. A meio da visita, um dos monitores, simpático, veio propor-lhes um jogo e passámos o resto do tempo a tentar encontrar as imagens escondidas (e com a ajuda do monitor até encontrámos o próprio Sebastião Salgado). Os meus filhos são irrequietos, já se sabe, e é preciso estar sempre a chamar-lhes a atenção para não desatarem a correr e a saltar por todo o lado (não, não estou a exagerar, é mesmo assim), mas de uma maneira geral até estiveram atentos. No final, comeram um gelado e ficámos por ali, ao pé do rio, a aproveitar o sol do fim do dia.

A exposição vale muito a pena e está na Cordoaria Nacional até 2 de agosto. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Gata às 22:21

Terça-feira, 07.07.15

A vida é boa (havia dúvidas?)

IMG_5094.JPG

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Gata às 23:37



Pesquisar

Pesquisar no Blog