Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Gata Christie



Terça-feira, 28.10.14

Apenas mais um dia normal com um pré-adolescente

Estava a ver o caderno de inglês do António, encontro um erro e chamo-lhe a atenção, para que ele emende.

- Oh mãe, mas eu copiei do quadro.

- Deves ter copiado mal...

- Não mãe, copiei como estava no quadro.

- Não, António, não devia estar assim no quadro.

- Como é que sabes? Estava assim, era assim que estava.

- Oh António, não podia estar assim. Deves ter-te enganado a copiar.

- Mas estava. Lembro-me perfeitamente que era assim que estava no quadro.

- Ok, então o professor enganou-se. Está mal e tens que mudar.

- Mas foi assim que o professor escreveu.

- Mas está mal.

- Como é que sabes?

- Sei. Agora escreves como deve ser, está bem?

O diálogo continuou. Tive que procurar no livro uma frase parecida para lhe provar que estava certa. Ainda ficámos ali um bocado, eu a explicar-lhe como era, ele a resistir. Até que, resignado, o rapaz emenda o erro. Mas com cara de poucos amigos. Com cara de "eu faço como tu queres mas tu não tens razão". Livra. Imagine-se quando for uma discussão sobre algo verdadeiramente importante.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Gata às 09:27


1 comentário

De Anónimo a 28.10.2014 às 15:39

Tão bom! A minhja filha com 9 anos já tem estas atitudes. No outro dia teimava comigo sobre tempos verbais. Só quando fui buscar a gramática acreditou em mim...
Sofia Levy

Comentar post




Pesquisar

Pesquisar no Blog