Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Gata Christie



Terça-feira, 12.05.15

Servir

Meninas de 12 anos, algumas nem isso, que vinham das aldeias para servir em casas de famílias ricas ou não tão ricas assim em Lisboa. Meninas ainda mas já a tomar conta de bebés, a limpar as casas, a fazer recados, a serem assediadas pelos patrões. A ganhar pouco ou nada. Longe das famílias. Era assim o Portugal do Estado Novo. Aquele Portugal que vemos nos filmes antigos, onde se faz a apologia dos bons costumes, dos pobrezinhos mas honrados, da obediência (e serviliência) ao chefe de família (e a salazar e a deus). As mulheres no topo desta pirâmide. Ando a ler O Tempo das Criadas - A condição Servil em Portugal (1940-1970), de Inês Brasão. O estilo é demasiado académico para o meu gosto, mas o tema é absolutamente fascinante.

image.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Gata às 13:15


1 comentário

De Mom Sandra a 18.05.2015 às 11:31

Na aldeia onde vivo (a cerca de 30km de Lisboa) vivem muitas mulheres que vieram de outras aldeias longínquas da capital, para trabalharem na casa de famílias ricas - os senhores doutores, como ainda lhes chamam, e os seus meninos (hoje já todos estão casados e com filhos, mas continuam a ser os meninos).
Ouço as suas histórias... Muitas ainda nem 12 anos tinham, quando vieram... Histórias tristes de gentes que procuravam uma vida melhor...
Transmito muitas vezes esses tempos (apesar de nunca os ter vivido) às minhas filhas, para que percebam que nem todos temos tudo de mão beijada e que existiram tempos de muita dificuldade, no nosso país.
Fiquei muito curiosa acerca do livro.
Beijinhos e Boa Semana!

Comentar post




Pesquisar

Pesquisar no Blog