Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Gata Christie


Segunda-feira, 10.04.17

A pretexto de uma açorda

DSC_0948.JPG

A pretexto de uma açorda juntaram-se 14 colegas de curso e suas famílias num monte em Reguengos de Monsaraz. A pretexto de uma açorda, e aproveitando as férias da Páscoa, houve quem viesse dos Açores e houve quem viesse de Londres. Vieram amigos próximos, amigos distantes, gente que não se via há mais de 20 anos, gente de quem eu já não me lembrava. Era, à partida, o grupo mais improvável. Mas se há sítio bom para fazer amigos ou para retomar amizades antigas é à volta de uma mesa, com uma poejada com feijão e bacalhau, ovos com espargos, ovos com silarcas, favinhas, muitos queijos, pão maravilhoso e, claro, a prometida açorda de alho. Vinhos da terra. E até um gin produzido ali bem perto. Chegámos a ser 21 adultos à mesa, 16 crianças e dois cães. Conseguem imaginar? A Márcia e o Zé, nossos anfitriões, receberam-nos com uma generosidade e uma alegria enormes (a trabalheira que devem ter tido a preparar aquilo tudo). Visitámos a adega de Reguengos e a Herdade do Esporão, fomos passear a Monsaraz, houve quem molhasse os pés no Guadiana ao entardecer, houve quem se atrevesse numa moda alentejana. E conversámos e gargalhámos. Havia mesmo muita conversa para pôr em dia. E enquanto isso, os miúdos brincaram na terra, andaram de tractor, correram atrás das galinhas, ficaram bronzeados do ar do campo.

A pretexto de uma açorda, passámos um fim-de-semana mesmo bom. Longe de tudo. Sem pensar na vidinha. Só a aproveitar as coisas boas da vida. E esta felicidade de estarmos uns com os outros. 

Nem eu sabia, mas estava mesmo a precisar disto.

DSC_0840.JPG

DSC_1023.JPG

DSC_1056.JPG

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Gata às 18:02

Segunda-feira, 13.06.16

O que faz uma mãe um fim-de-semana inteiro quando não está com os filhos?

20160610_111106.jpg20160611_144045.jpg

20160610_234444.jpg20160611_002637.jpg20160611_142521.jpg

20160611_160003.jpg20160611_163223.jpg20160611_211935.jpg20160611_235928.jpg20160612_123941.jpg20160612_133028.jpg20160612_134244.jpg20160612_163158.jpg20160613_120947.jpg20160613_141059.jpg20160613_154042.jpg

Walking, not running. Uma peça de teatro para esquecer. Deixem o pimba em paz com a Cris no Terreiro do Paço. Um gin com música ao vivo. Um filme chinês: Regresso a Casa. Cerejas. Uma comédia romântica: Trainwreck. Mojitos com vista sobre a cidade. Um cheirinho a santos populares. Andar descalça. Comer pizza, ir à praia e dar gargalhadas com amigos bons. Caminhar um bocadinho mais. Futebol. Requeijão com doce de abóbora e um livro novo.

E ainda: não fazer nada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Gata às 19:12

Domingo, 10.04.16

Domingos assim

cake2.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Gata às 18:55

Domingo, 22.11.15

A terapia do costume

Os meus amigos, cozinhar, dançar, dar abraços, o sol, mesmo que em doses pequenas e mesmo com frio. A terapia do costume. É preciso tão pouco para ser feliz (apesar de pelo meio haver quilos de trabalhos de casa).

IMG_1597.JPGParabéns, João Pedro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Gata às 19:51

Domingo, 02.08.15

Contrabando

mulata.JPG

 Dos Açores, trouxe chá Gorreana, comprado na fábrica, e vários pacotes de bolachas Mulata. Claro que podia ter comprado isto tudo no "continente" mas não era a mesma coisa, pois não?

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Gata às 18:00

Quarta-feira, 20.05.15

Politicamente incorrecto

Os meus filhos comem cereais ao pequeno-almoço.

E agora? Vão chamar a protecção de menores?

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Gata às 09:54

Segunda-feira, 11.05.15

Pic-nic

Estou numa daquelas fases em que, se pudesse, desistia de trabalhar e dedicava-me só a ser mãe e cozinhar e passar tempo com os meus putos e os meus amigos. É uma coisa que me acontece de vez em quando e com mais frequência nesta altura do ano, em que os dias começam a ficar compridos e o calor pede sandálias e esplanadas e sangria. Por muito que goste do meu trabalho (e de uma maneira geral até gosto) neste momento apetecia-me mesmo era ficar de férias até outubro.

picnic.jpg

no domingo foi assim, num Jardim da Estrela a abarrotar, a malta deitada na relva, a criançada à solta e nós a cantar os parabéns a uma grande amiga. coisa boa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Gata às 18:04

Sábado, 25.04.15

O 25 de abril também é isto

Os miúdos dormiram em casa de uns amigos do peito (obrigado, obrigado). O António teve um jogo de futebol. Fomos experimentar os hamburgueres da praça de londres. Não conseguimos encontrar cravos. Já em casa, o Pedro andou a recolher informações sobre a chita, recentemente eleita o seu animal preferido, e o António estudou para o teste de ciências. Jogaram playstation enquanto eu me divertia na cozinha. Olhei a chuva pela janela da cozinha e pareceu-me inverno. O Pedro cantou o Grândola enquanto tomava banho e explicou-me que esta era uma música proibida mas que havia outra, que era uma "música da moda", que também foi um sinal para os militares. Depois do jantar houve wrestling e eu temi pelos móveis da sala e pelos ossos das crianças. Consegui pô-los na cama mesmo a tempo de ver, na RTP2, o documentário sobre os últimos dias das Pide. Emociono-me sempre com as imagens do 25 de abril.

IMG_1098.JPGEste ano não descemos a avenida. A revolução acontece todos os dias. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Gata às 23:27

Domingo, 19.04.15

Favas frescas

IMG_1091.JPG

Melhor do que cozinhar para os amigos só mesmo cozinhar com os amigos. A Cecília trouxe as favas - acho que os putos nunca tinham visto favas frescas -, o chouriço e a morcela. Trouxe o sabor a alentejo e a conversa boa. E o nosso almoço de domingo não podia ter sido melhor.

IMG_1092.JPG

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Gata às 21:52

Sexta-feira, 27.02.15

Eu também sou a mãe do Ruca (mas só às vezes)

O bolo de bolacha para cantar os parabéns logo de manhã, só nós. O bolo de laranja para cantar os parabéns ao lanche com os quatro amigos que vieram jogar playstation e parvejar com o António. O bolo de chocolate que levámos partido em cubinhos para o treino ao fim do dia. O almoço para os rapazes foi rolo de carne. Ao longo da tarde  foram ainda servidos folhados de salsicha, gelatina e mousse de chocolate (além das várias porcarias empacotadas, doces e salgadas, porque tem de ser). Adoro fazer tudo para as festas deles. Desta vez não foi preciso fazer muita coisa porque não íamos ter uma festa grande, mas mesmo quando são vinte crianças ou mais não me importo de começar a preparar tudo dias antes, de passar os serões a fazer brigadeiros e biscoitos e mais não sei quê. O que a maternidade faz a uma pessoa. Um dia destes ainda aprendo a fazer gomas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Gata às 13:02



Pesquisar

Pesquisar no Blog