Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



27
Fev12

Oito anos

Depois de um dia que começou muito cedo, com os parabéns cantados em família, todos enroscados na nossa cama, e que passou por uma festa com os amigos que meteu futebol e gincana, com os miúdos vermelhos e suados, e que continuou com uma tarde em família, com os primos, tios e avós em nossa casa, parecia que tinha passado um furacão por aquele quarto, e quilos de salgadinhos em cima da mesa, depois disto tudo, lá conseguimos acalmar as crianças e pô-las na banheira. Quando o António saiu do banho, embrulhei-o na toalha com um abraço, meu lindo, qualquer dia já não cabes no colo da mãe. E ele, o meu mais velho, disse:
- Eu vou sempre caber no teu colo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 10:37


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



Mais sobre mim

foto do autor