Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Está de chuva, o bebé tem uma bronquiolite e eu tenho uma pilha enorme de roupa para passar a ferro. E num dia assim dá-me um ataque de pirosísse aguda. Não sei porquê mas gosto do Elvis, dele mais do que da música. Da sua inocente juventude, do semi-sorriso matreiro, das ancas mexidas, dos olhos de carneiro mal-morto, dos gestos dramáticos mesmo quando, gordo e de fartas patilhas, era já a imagem da decadência. Aqui fica. Porque a vida não é só samba.

Tags:

publicado às 10:43


10 comentários

Sem imagem de perfil

Marisa 12.12.2008

Tinha uns lábios bonitos. A música é um clássico :P
Sem imagem de perfil

juliette 12.12.2008

Eu agora até já fui buscar o meu cd dele a cantar músicas de Natal. Para dar um tonzinho especial à epoca.
Sem imagem de perfil

Ana C. 12.12.2008

Chamo-lhe Elvis The Pelvis (pelo abanar da anca) e ainda é o rei!
Boa sorte com a roupa para passar, é a tarefa doméstica que mais espera aqui em casa. Só quando chega ao tecto, mais precisamente, quando já não temos o que vestir, é que eu consigo aproximar-me dela.
Sem imagem de perfil
Sempre ouvi dizer que o Elvis não tinha acabado, que anda por aí, é tipo as pilhas de roupa que teimam em não acabar...como aqui em casa.
Sem imagem de perfil

Caramela 14.12.2008

boa música + charme ... impossível ficar indiferente :P
Sem imagem de perfil

Caramela 14.12.2008

boa música + charme ... impossível ficar indiferente :P
Sem imagem de perfil

Victor Afonso 14.12.2008

Elvis será sempre o King!
Sem imagem de perfil
querida amiga, o bebé está melhor?
Beijos
Sem imagem de perfil

Marta Mourão 16.12.2008

Não é à toa, este senhor é um ícone!
Sem imagem de perfil

Alexandre 22.12.2008

olha a gralha: pirosice... :)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor