Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Morre-se muito na Anatomia de Grey. Morre-se demais. E acontecem montes de desgraças. Assim, de repente, lembro-me que o George morreu atropelado por um autocarro. À Grey, morreram a mãe, o pai e agora a irmã. À Izzie morreu o namorado e ela própria esteve bastante doente. Morreu o marido da outra, que era doente do coração. Houve aquele maluco aos tiros pelo hospital que matou dois médicos e feriu uma data de gente. A Yang não morreu mas teve um quase casamento, um casamento, um aborto, um divórcio e dois traumas. O Derek já levou um tiro e agora está outra vez com a mão ferida por causa do acidente de avião, momento "lost" da série. Também por causa do acidente, morreu o Sloan e a Robbins ficou sem uma perna. Isto tudo em meia dúzia de anos e com o mesmo grupo de amigos. O que é de espantar é como no meio de tanta tragédia alguém ainda mantém a sanidade mental. Por favor, Shonda Rhimes, isto é um hospital não é o afeganistão! E é uma pena, que isto até era uma série decentezinha, não tão boa quanto 'Serviço de Urgência, mas, pronto, uma série boa para uma gaja ver e chorar um bocadinho e tirar citações bonitas sobre a vida. E agora já não há grande pachorra.

publicado às 11:00


1 comentário

Sem imagem de perfil

Princess D 25.11.2012

Eu já perdi a paciência de ver à muito. As primeiras temporadas foram boazinhas, mas ultimamente já não tenho vontade para aturar mais daquilo. Acho que mais valia terem acabado com a série, enquanto ainda não tinham desgraçado a história toda...

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor