Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



21
Nov13

Do amor

Do amor que preciso, mesmo quando não o quero admitir. Dito pela Catarina e tão bem dito que tenho de o partilhar.

"No início quando a vontade é apenas esquecer que o mundo existe e viver a paixão, e ficar horas a olhar e a conhecer o outro, há uma limitação, há um mundo que não pode parar. Quem tem filhos sabe isso, quem não tem filhos aceita isso. Aceitar alguém com filhos significa acolher uma bagagem, um passado, que tem rosto, voz, birras, pai ou mãe. É uma bagagem visível e incontornável. "

publicado às 16:33


1 comentário

Sem imagem de perfil

Inês Barros 27.11.2013

Há uns dias li uma frase do Neruda que me lembrou de si (do blogue); era assim (a tradução inglesa): Love is so short. Forgetting so long. Força.

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor