Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



sem paixão.

(pensamento tardio depois de ir jantar com algumas pessoas que já não via há algum tempo e perceber, pelas frases e pelo desencanto nos seus rostos, que, com o tempo, muitos de nós vamos perdendo a capacidade de nos apaixonarmos e de nos entregarmos e de nos dedicarmos por inteiro, sem regras, sem medos, sem controlo. seja a uma pessoa ou a um projeto, a uma relação ou a uma tarefa, a um amor ou a uma causa. não quero ficar assim. não quero ficar assim. não quero ficar assim. e este post serve só para isso. para servir de lembrete. para poder voltar aqui sempre que necessário e dizer a mim mesma: não interessa quantas vezes caias, não importa quantas vezes te vais desiludir, nada faz sentido se não acreditares e se não te entregares a cem por cento. mais vale arriscar e sofrer do que nunca sequer tentar. não se pode ser feliz pela metade. é preciso acreditar. que um dia.)

publicado às 01:49


Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor