Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Nas noites de verão, adormecia com a janela aberta, a perna por cima do lençol, um bafo quente lá fora. Acordava por volta das quatro e tal, cinco horas, para fechar a janela e puxar a manta. Era tão boa aquela sensação de me tapar até ao pescoço e voltar a adormecer quentinha.

publicado às 01:22


Mais sobre mim

foto do autor