Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



29
Set13

Nós pimba

O Pedro dirá que fomos ver a "cantora das asas nos pés". O António reconheceu a música da garagem da vizinha e passou o concerto todo a perguntar "porque é que as pessoas se estão a rir?". Eu não sou particularmente fã do humor do Bruno Nogueira mas há que reconhecer que ele tem boas ideias e é um bom entertainer. Pelos vistos, também leva jeito para a música. Além de se rodear dos melhores. A grande Manuela Azevedo, Nuno Rafael, Filipe Melo e mais uns quantos. "Deixem o pimba é paz" estreou esta noite no São Luiz e vai andar por aí. Para ouvir, para rir e para cantar Ágata, Quim Barreiros, Marco Paulo, Toy, Mónica Sintra e mais uns quantos hits. Sem preconceitos.

Apenas para aguçar a curiosidade (1): conseguem imaginar aquela música do emigrante que vem de férias e tem um acidente e morre tudo cantada como um rap?

Apenas para aguçar a curiosidade (2): ouçam esta:

publicado às 00:23

28
Set13

'Tragédia'

 

Pablo Picasso, 1903. Memórias lá de casa.

publicado às 17:08

Num dos cartazes de campanha que está à porta de minha casa, um dos candidatos, o Fernando Seara, promete "manuais escolares gratuitos para todos". E eu pergunto-me: ou este senhor sabe alguma coisa que mais ninguém sabe no país ou então este senhor é um grande aldrabão. Sinceramente, gostava que ele me explicasse exactamente como é que vai conseguir oferecer manuais escolares a todos os alunos de Lisboa. Como? Quem é que vai patrocinar. Ou aonde é que vai tirar o dinheiro para poder pagar os livros. Ainda tem umas horas, senhor candidato, aproveite, que isto, a ser mesmo verdade, ainda lhe pode valer uns quantos votos (e que falta que fazem).

publicado às 14:22

25
Set13

Despedida

"O conselho é de Hilda Hilst: primeiro «uma boa trepada de despedida», e depois entrar para a Cartuxa."

 

E o prazer de ler Pedro Mexia n'O Malparado.

Tags:

publicado às 15:48

25
Set13

Outono

O primeiro dia sem sandálias.

Tags:

publicado às 09:47

Sei que Don Draper volta esta noite à RTP2, com a sexta temporada de 'Mad Men'. E isso para mim é mais do que suficiente.

publicado às 17:32

"Não posso adiar o amor para outro século

não posso

ainda que o grito sufoque na garganta

ainda que o ódio estale e crepite e arda

sob montanhas cinzentas

e montanhas cinzentas


não posso adiar este abraço

que é uma arma de dois gumes

amor e ódio

não posso adiar

ainda que a noite pese séculos sobre as costas

e a aurora indecisa demore

não posso adiar para outro século a minha vida

nem o meu amor

nem o meu grito de libertação


não posso adiar o coração


Não posso adiar o amor para outro século"

 

 


António Ramos Rosa

(1924 - 2013)

publicado às 23:39

"Um homem não é independente a menos que tenha a coragem de estar sozinho", diz Halldór Laxness ('Gente Independente'), citado por Valter Hugo Mãe na epígrafe do seu novo livro. O livro que eu vou começar a ler esta noite.

Tags:

publicado às 17:26

19
Set13

A new day

Três dias de folga para organizar a casa e as ideias e desfrutar muito dos putos mais giros dos mundo. Voltar ao trabalho com genica (vai durar uns minutos, mas prontos) e começar o dia com uma música linda oferecida pela Anabela. And I'm feeling good.

publicado às 09:51

Gosto dos regressos às aulas. Sempre gostei. Daquela coisa de ter livros novos e forrar os cadernos e pôr autocolantes com bonecos e comprar lápis e canetas a estrear. Gosto do regresso às aulas dos meus filhos. Não temos mochilas novas - comprei há três anos e ainda duram, surpreendam-se - mas temos umas mochilas herdadas do filho de um colega meu que foram lavadas e estão como novas. Só para eles poderem variar e ter o Ben 10 em vez do Homem Aranha. Fomos ao supermercado comprar todo o material necessário (uma pipa de massa, nem me falem). Ajudei o António a organizar-se para este regresso. Dei uns quantos sermões. Que tem de ser mais responsável, não se pode esquecer dos trabalhos nem dos recados. Que tem de estudar por causa dos exames (pois, tem de ser, temos de dizer estas coisas, por muito que nos custe). Que aprender é a base para tudo na vida. Colámos os horários na porta do frigorífico. Depois, bom, depois tive uma semana de cão, a trabalhar à noite e quase sem tempo para nada. Não pude acompanhá-los nestes primeiros dias nem fui à reunião com a professora do mais velho. Passou-me quase tudo ao lado. Mas esta semana estou a recuperar o tempo perdido. Gosto do regresso às aulas. Gosto de perceber que matérias estão a dar e ir procurar livros para os ajudar. Gosto dos trabalhos que implicam pesquisar e ter ideias e ajudá-los a preparar as apresentações. Não gosto das fichas nem dos trabalhos de casa de seca mas gosto disto. De escolhermos fotografias das férias para o Pedro mostrar aos amigos. Quero uma cartolina vermelha, exigiu. Vermelha de um lado e do outro de todas as cores. Gosto de andarmos à procura de fotografias do Brasil para o trabalho do António. Escolhi a América do Sul porque é onde o pai está, explicou-me. Pegámos no globo, mostrei-lhe os continentes e falei-lhe do Pedro Álvares Cabral. Estivemos a ver livros e a fazer o plano. Um bocadinho de história, a floresta Amazónia, o Carnaval. E o Neymar também é brasileiro, posso falar dele? E assim vamos. Mais um ano. Boa sorte.

publicado às 14:10

Pág. 1/3



Mais sobre mim

foto do autor