Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



21
Nov13

Do amor

Do amor que preciso, mesmo quando não o quero admitir. Dito pela Catarina e tão bem dito que tenho de o partilhar.

"No início quando a vontade é apenas esquecer que o mundo existe e viver a paixão, e ficar horas a olhar e a conhecer o outro, há uma limitação, há um mundo que não pode parar. Quem tem filhos sabe isso, quem não tem filhos aceita isso. Aceitar alguém com filhos significa acolher uma bagagem, um passado, que tem rosto, voz, birras, pai ou mãe. É uma bagagem visível e incontornável. "

publicado às 16:33

21
Nov13

Mais abraços

O Felicidário tem sido uma inspiração ao longo deste ano. Gosto de todas as ilustrações. E de todas as mensagens. O Felicidário faz-me sorrir (e é uma grande ideia para uma prenda de natal).

(esta é do Afonso Cruz)

Tags:

publicado às 13:24


Mais sobre mim

foto do autor