Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Quando eu andava na faculdade não tínhamos telemóveis. Os nossos encontros eram combinados de véspera. Ele dizia: amanhã saio das aulas às 3 e depois encontro-me contigo no saldanha, pode ser? No dia seguinte ia cada um à sua vida. Às 3, ou talvez um pouco depois, ele saía das aulas. Ficava na conversa uns dez minutos ou meia hora. Depois esperava na paragem do autocarro uns quinze ou quarenta minutos. Depois atravessava a cidade no 38 e demorava uns vinte ou cinquenta minutos. Finalmente, chegava ao saldanha, podiam ser 4 da tarde ou 5 horas. E eu estava lá, sentada no degrau da estátua, provavelmente a ler um livro ou apenas a ver as pessoas que passavam, o que para mim sempre foi entretenga suficiente.

Nunca nos desencontrámos (pelo menos, não por estes motivos). Outros tempos.

publicado às 11:46


Mais sobre mim

foto do autor