Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Já não aguento mais. Primeiro foram as casas e as vidas deles, as televisões de plasma e as saunas particulares, incríveis, sim, são os salários que eles recebem. Depois foram as entrevistas de fundo em jornais de referência que se revelaram, afinal, absolutamente inócuas - mas, também, quem é que estava à espera que o Ronaldo ou o Figo dissessem alguma coisa de realmente importante? É para isso que servem os assessores, para garantirem que todas as respostas são politicamente correctas e que os meninos afirmam que confiam plenamente no mister Scolari, que se dão bem com todos os colegas de relvado e que estão muito preocupados com a corrupção no futebol português. Mas isso foi só o início. Depois começaram os treinos em Viseu, com conferências de imprensa diárias (pra quê, meu deus?, pra dizer o quê?), hoje o cristiano parece triste mas agora já está bem, depois fica outra vez amuado, será a namorada espanhola, será o real madrid, será uma dor no dedo do pé?. E por fim a visita ao presidente da república e o autocarro a desfilar pela capital - e o povo, o povo todo de verde e vermelho a encher as ruas, a correr ao lado deles, e o helicóptero da televisão por cima, e um mapa a antecipar o percurso até ao aeoroporto e os canais todos a mostrarem um avião parado na pista durante cerca de uma hora (dentro de momentos, a selecção nacional vai levantar voo, está quase, fiquem aí mais um bocadinho que vão ver o avião a partir) e as imagens tremidas, desfocadas, incompreensíveis dos jogadores dentro do avião a arrumarem as suas malinhas louis viton. Isto tudo misturado com o rock in rio e com a amy winehouse bêbada em palco (veio, a cair aos bocados mas sempre veio) e as docemania que eu nem sabia que existiam e um rapaz que não canta nada mas até tirou a blusa durante o concerto da tarde. E quando achávamos que a histeria iria parar por aqui, pelo menos durante uma semaninha, eis que lá em neuchatel há mais milhares de portugueses de verde e vermelho a abanarem cachecóis e a buzinarem pelas ruas. E os jogadores de fato e gravata e gel no cabelo para segurar a crista a acenarem como os reis lá de cima da varanda. E continua. Diz que há doze mil pessoas que pagam para assistir aos treinos da "nossa" selecção. E mais directos e mais conferências de imprensa. Ficamos a saber o que comem os jogadores, como são os seus quartos de hotel, que pasta de dentes usam. Ficamos a saber tudo o que queremos e o que nunca ousaríamos perguntar. Directos e mais directos. A todas as horas do dia - isso posso eu dizer com toda a certeza, porque eu estou em casa o dia todo e de cada vez que faço um zapping lá está um jogador ou um adepto ou um treinador ou um especialista em futebol ou um popular qualquer a garantir que vamos ser campeões, que desta é que é, que portugal é o maior. Não há crise, nem fome, nem gasolina cara, nem aquecimento global, nem falta de sorte nem sequer falta de talento, nem nada que nos pare. O país está a enlouquecer? E o pior de tudo é pensar que o campeonato ainda não começou. Socorro.

publicado às 18:01


1 comentário

Sem imagem de perfil

M&M 03.06.2008

e mais não ouviste na antena 1, uma destas manhãs, a primeira mija da manha com jogadores da seleção, no dia, a primeira mija da manhã com o cristiano ronaldo : ))))
só disso é que as televisões ainda não se lembraram.
mas lá chegarão ; )

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor