Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Há umas que fingem dormir. Outras olham distraidamente pela janela ou enfiam a cara no jornal, ainda não te vi, não estou a olhar por isso ainda não te vi. Há pessoas que fazem um ar cansado e sofrido, quase implorando para manterem o lugar. E há até quem, subitamente, do nada, comece a falar das suas doenças, as cruzes que doem, uma perna magoada, nem imagina o que me dói. Ficamos assim uns longos minutos. Até que alguém, mais incomodado, lá faz o favor de se levantar para deixar a grávida sentar-se. Detesto andar de autocarro.

publicado às 11:11


2 comentários

Sem imagem de perfil

juliette 01.03.2008

Mas é dar-lhes uma bordoada a ver se se levantam mais cedo. Um chapéu de chuva deve dar. :)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor