Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Primeiro foi a sinusite. E as tosses várias. Durante toda a infância. Depois vieram as alergias com espirros e comichões e pingos. Isto foi já crescida. A falta de ar. Idas às urgências para respirar melhor. Disse a médica que era asma alérgica - bastava controlar a alergia aos ácaros e nunca mais se repetiria. E foi assim durante alguns e bons anos. Depois as alergias pioraram. E a tosse voltou. E num Inverno uma pneumonia. E voltou a falta de ar e já não tinha nada a ver com as alergias. E eu comecei a atacar o aerossol das crianças a meio da noite. Meu rico ventilan. E depois de um ano quase sempre a tossir mais uma ameaça de pneumonia. Até que decidi que talvez fosse melhor ir a um especialista e fazer uns exames e tal. E então é isto: aos 36 anos e sem nunca ter fumado na vida tenho uma bela de uma asma que está aqui para todo o sempre e ainda me arrisco a que degenere em bronquite. Portanto, vou andar de bomba na mala. Sempre comigo, disse o médico. E tenho um tratamento profiláctico para cumprir nos próximos três meses a ver se a coisa se controla. Bonito. Com que então doença de crianças, né? Pois. Eu sempre fui bocado infantil.

Tags:

publicado às 21:57


1 comentário

Sem imagem de perfil

ana 10.06.2011

em vez da bomba pergunta ao médico se podes usar o ventilan rotacaps

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor