Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


26
Jan15

A gripe

Uma gripe é uma gripe. Dá febre, dores no corpo, tremores de frio, uma vontade enorme de ficarmos deitados sem falar com ninguém. O costume. É tomar os medicamentos, beber chá de gengibre e limão e esperar que passe. O pior não é a gripe. O pior é uma pessoa ter que se levantar às sete da manhã e sair de casa e levá-los à escola. E, depois de passar o dia todo na cama, ter que voltar a sair de casa para os ir buscar à escola. E adormecer no sofá e por isso só se lembrar às 9 da noite que ainda ninguém jantou e despachar tudo com leite e torradas (os miúdos adoram). E no dia seguinte ser sábado e a gripe estar lá igualzinha e dar graças a deus por haver televisão e playstation e outras tecnologias. E aproveitar aqueles momentos bons em que o benuron está a bater para ir ao supermercado e fazer o jantar e ajudar nos trabalhos de casa e estender a roupa e essas coisas todas que é preciso fazer, apesar da gripe e das dores no corpo e da febre e dos tremores. 

Sim, todas as mães fazem isto, o tempo todo, esquecem as suas dores para tomar conta dos filhos. Mas há umas vezes que custam mais do que outras. Esta foi uma dessas vezes. Maldita gripe. Maldita solidão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 00:01

Depois de doze dias em casa, o Pedro tem finalmente autorização para ir à escola.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:37

Um lanche com panquecas. Outro com sandes de presunto. A pizza que o Pedro ajuda a fazer para o almoço. A gelatina para a sobremesa do jantar. Folhear o livro de receitas à procura de um bolo que me apeteça experimentar. Hamburgueres no pão em frente da televisão para ver a selecção jogar.

O António a contar-me os filmes do Indiana Jones que viu em casa do avô, a fazer sons, a agitar um chicote imaginário, a sacar da pistola, num teatro fabuloso.

O Pedro a cantar numa língua macarrónica todas músicas em inglês que ouvimos no rádio do carro.

Falar ao telefone, afinal, também pode ser bom.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:32

 

IMG_1004.JPGAproveitar que estamos em casa para arrumar gavetas e armários, lavar roupa que vai ficar guardada muito tempo, organizar a roupa de inverno, coser botões em falta há meses. A minha avó tinha uma caixa de botões de todas as cores e formas que me maravilhava quando eu era pequena. Botões com flores, botões quadrados, botões de madeira, botões pequeninos e outros enormes. Às vezes, quando vou à retrosaria comprar joelheiras para as calças dos miúdos, tenho vontade de comprar alguns botões só por serem bonitos. Só para encher um pouco mais a minha caixa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:41

13
Nov14

Varicela

Continuamos na cozinha. Eu tento trabalhar. Ele desenha a chuva. O tempo passa devagar.

IMG_1000.JPG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:03

11
Nov14

Na cozinha

 

IMG_0995.JPGIMG_0999.JPGO Pedro tem varicela. Vesti-lhe um casaco por cima do pijama para irmos buscar o mano à escola. Depois, passámos a tarde entre castanhas e trabalhos de casa. E conversas, sérias, sobre as meninas que gostam do António e as meninas de quem o António gosta. Na cozinha. O lugar mais importante da nossa casa é a cozinha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:25

Uma pessoa abraça um filho que chora com uma ferida na cabeça. E abraça outro filho que chora de preocupação pelo mano. Uma pessoa faz-se de forte, porque tem de ser, percorre corredores ocupados por velhotes em macas, ignora as gotas de sangue na blusa branca, desenha letras para a criança ler enquanto espera a sua vez, ta-pe-te, po-te, pa-to, encara a ferida e finge que não é nada, fala baixinho enquanto a médica dá quatro pontos na testa, e chega a casa, exausta, depois de um serão passado nas urgências de Santa Maria, distribui miminhos e põe os miúdos na cama. E quando finalmente tudo termina e a casa fica em silêncio esta pessoa também precisava de um abraço e de alguém que lhe dissesse que vai correr tudo bem.

 

(sim, está tudo a correr bem, não há motivos para preocupações. e felizmente não estávamos sozinhos, estávamos com amigos que cuidaram de nós. sou uma sortuda. no meio da atrapalhação que é esta minha vida, e das várias tropelias em que os meus filhos se metem, tenho uma sorte imensa. e tenho muitas pessoas especiais na minha vida, com quem posso mesmo contar. nunca me esqueço disto. mas às vezes, só às vezes, precisava de um pouco mais.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:11

DSCF1244.JPG O Pedro caiu no recreio, levou cinco pontos no joelho (mesmo, mesmo no joelho) e agora está assim, sentado, deitado, dorido e aborrecidíssimo por não se poder mexer (vai ser um dia muito longo...).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:16

Com o que gastei no hospital da luz e na farmácia bem que poderia, à vontade, ter comprado os livros que tanto queria. Mas não se pode ter tudo, não é? Para já, vamos concentrar-nos em acabar com a tosse.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:25

Ontem, conversa à mesa do jantar: mãe, hoje quatro meninos da minha sala comeram dieta.

Hoje, ao chegar à escola, informam-me que o Pedro, tal como mais uns quantos colegas, está farto de vomitar e fazer diarreia. E assim continuou até adormecer.

Amanhã: ficaremos os dois em casa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:25


Mais sobre mim

foto do autor