Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


unfraid.JPG

Pharrell Williams

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:18

happy.jpgNunca pintei o cabelo. Houve uma altura, na faculdade, em que me apeteceu muito pintar o cabelo, queria pintá-lo de azul, de vermelho, de alguma cor assim diferente, mas nunca tive coragem. Depois passou. Nunca pintei o cabelo, mas tenho outras pequenas loucuras para pôr no curriculum. Não temos todos?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:16

01
Mar15

Uma noite assim

(correr do trabalho para o teatro) Sair do teatro reconfortada, com aquela sensação de que tinha participado num momento especial. Encontrar ali mesmo, por acaso, uma amiga querida, partilhar uma tosta de atum e beber um copo de vinho na Bica enquanto converso e rio com a Clara como fazíamos há 14 anos e ainda tínhamos tantas ilusões. Descer a rua para ir ter com o meu abraço. Dançar ao som dos Cure e dos Smiths e dos outros. Sorrir até me doerem as bochechas. Dormir pouco. Acordar cansada e pensar que a vida é boa. (sair de casa a correr para trabalhar)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:33

Às vezes tenho a tentação de me lamentar. Começo mentalmente a escrever um post sobre a loucura dos meus dias, as correrrias para lá e para cá, todas as coisas em que tenho de pensar e que tenho de tratar e decidir e assegurar, e todas as outras coisas que não consigo fazer ou que faço mal porque uma pessoa não dá para tudo e o tempo não estica, e a culpa, a culpa porque me sinto a falhar de tantas maneiras. De vez em quando tenho a tentação de me lamentar. Depois paro dois segundos para pensar. E percebo como sou ridícula. Tenho tantas coisas boas na minha vida. Tantas. Os meus filhos que me desesperam em certos momentos são os mesmos que me fazem andar para frente e me dão abraços quentinhos e são o meu orgulho. O trabalho, que é mais, muito mais do que um sustento. A minha família, sempre aqui para o que der e vier. Os meus amigos, os meus amigos do peito que me salvam tantas vezes, seja a darem-me mimos ou a tomar contas dos meus putos (e isto continua a ser tão verdade). E tudo o resto. O sol. Os beijos. Os sorrisos. Sonhar com as férias. Fazer bolos. Beber um copo de vinho. Sim, a vida pode ser lixada. Mas, sabem, no meio desta balbúrdia toda, sou feliz.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:07

Estou a gravar o Regresso ao Futuro, que está agora a dar no canal Hollywood, para poder mostrá-lo aos miúdos, sobretudo ao António, um dia destes. O filme é de 1985. Será que eles vão gostar?

Back_to_the_Future_(time_travel_test)_with_Michael 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:30

Croissants do Careca.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:27

20141101_002605.jpgAmigos. Sorrir. Dançar. Abraços.

(e um copo de gin só para desfocar a vida por uns momentos)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:09

A minha opinião é capaz de ser um bocadinho parcial mas eu cá acho que a festa dos 40 foi fantástica. Mesmo. Não porque tivesse alguma coisa extraordinária, que não teve, não houve decoração especial nem comida com nomes esquisitos, nem nada dessas coisas bonitinhas que há nas festas que vocês costumam ver por aí noutros blogues. Pois não. Mas teve a coisa mais extraordinária do mundo que são os meus amigos. 50 amigos (ena, tantos!, e mais uns quantos que não puderam lá estar fisicamente mas estavam na mesma). Foi muito engraçado juntar pessoas tão diferentes, de várias fases e várias áreas da minha vida, amigos da faculdade, amigos do trabalho, amigos antigos, amigos recentes. E foi muito giro vê-los todos juntos, alguns a fazerem novos amigos também. Acho que todos se divertiram, cada um à sua maneira, uns mais animados, outros só na conversa, uns que ficaram menos tempo, outros que ficaram até ao fim, mas pareceu-me que todos tiveram uma noite boa, e essa era a minha grande preocupação.

Para memória futura:

A festa foi no restaurante/bar O Século e, embora a comida não fosse nada do outro mundo, o sítio é muito agradável. Adorei chegar lá e ver as mesas postas, com as velinhas acesas, as janelas abertas para a rua, com a possibilidade de ficarmos um bocado cá fora, no largo, a conversar. Era o espaço do tamanho certo para a nossa festa, nem grande de mais nem pequeno de mais. E, como tínhamos a sala só para nós, depois do jantar, pudemos ficar lá a dançar até nos apetecer, ou seja, até depois das 4 da manhã.

Encomendei um bolo na Doces Paladares que, além de lindo, era muito, muito bom. Foi caro mas valeu cada cêntimo.

A Inês e a Ângela trouxeram um saco cheio de chapéus, óculos e outras máscaras para ser tudo ainda mais divertido (foi uma bela ideia, suas marotas).

Tinha pedido ao meu cunhado (que além de ser um dos fotógrafos da família tem acesso privilegiado ao arquivo fotógrafico do meu pai) para fazer um filme com algumas fotos dos meus 40 anos mas ele fez muito mais do que isso. O filme estava fabuloso (e cheio de tesourinhos deprimentes) e contou com a contribuição de alguns amigos queridos, que me fizeram chorar de emoção e rir até me doer a barriga. Que boa surpresa.

O Nuno e o João foram os DJs mais fantásticos do mundo. Uma festa em que se ouve David Bowie e One Direction, Madonna e Depeche Mode, Buraka, Spice Girls, Chico Buarque, e mais, muito mais, só pode ser uma grande festa. Dancei muito, pois dancei. E também foi bom ver que não sou a única a gostar de dançar.

Obrigado ao Baby M. que, apesar dos sustos, não nasceu, o que nos permitiu ter uma barriga maravilhosa na pista de dança.

Como as noivas, não consegui dar atenção a toda a gente. Mas deixo aqui um enorme obrigado a todos: Teresa e Pedro, Sónia e Ricardo, Helena e Raul, Isabel e Jairo, Sónia e Nuno, Ângela, Inês, Rita R., Paula, Lina e António, Susana, Filipa e Tiago, Eurico, Joana, Nuno G., João M., Rita e Diogo, João Pedro e Ana, João Miguel e Teresa, Lumena, Mafalda, Cecília, Patrícia A., Sandy, Milú, João M.F., Patrícia V., Maria João e Pedro, Rute, Cristina, Lurdes e Ricardo, Élia e Pedro, Susana e Miguel, Sofia e Nelson, Manuela e Nuno.

Obrigado pela amizade, pelos abraços, pelos beijos, pelas prendas (também), pela animação, pelas mensagens, por estarem por aí, mais perto ou mais longe.

Não tirei fotografias - até levei a máquina mas estava demasiado ocupada a festejar e nem me lembrei - mas estou a tentar recolher as fotos que todos tiraram. Mas uma coisa vos digo: com fotos ou sem fotos, vou lembrar-me desta noite para sempre.

Fiquei de rastos, que a idade, já se sabe, não perdoa. Mas se tudo correr bem dançamos de novo aos 50, combinado?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:12

Música de fundo. Uma cadeira mágica. A água morna. Uma massagem na cabeça. Os dedos a pressionarem os pontos certos e a fazerem com que todos os problemas e dúvidas e stresses e angústias voem para muito longe. Pelo menos durante aqueles minutos. Um sítio onde lavar o cabelo pode ser muito mais do que apenas lavar o cabelo. E, já agora, aproveitar para ficar um bocadinho mais bonita.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:10

DSCF1246.JPG DSCF1255.JPG

Sábado com amigos, ao ar livre. Domingo só nós, em casa.

(a primeira foto foi tirada pelo Pedro, mas não se deixem iludir, ele só esteve sentado por breves minutos, a verdade é que passou o dia, como o mano e os amigos, a brincar na terra, a escavar e a plantar, de galochas nos pés e enchada nas mãos, apanhou sol e chuva e divertiu-se à grande, tal e qual como se não estivesse magoado. assim se vê como uma foto pode ser tão enganadora.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:49


Mais sobre mim

foto do autor