Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


26
Mar14

Os brioches

O sorteio é uma anedota. Mas daquelas muito más, que não dão vontade de rir.

publicado às 15:19

Tags:

publicado às 22:56

14
Jan14

A little nuts

As mães são todas um pouco malucas. Pois somos. Mas por aqui estamos a tentar. E até temos estado a conseguir.

publicado às 21:51

27
Dez13

Remarkable?

Está outra vez na altura de fazer os balanços do ano. Ora vamos lá a isto.

Do Baby Blues

publicado às 23:13

20
Nov13

Excessos

publicado às 16:06

02
Nov13

Turning 40


Apesar de tudo, vale a pena festejar, não é, amiga?

publicado às 21:30

29
Set13

Nós pimba

O Pedro dirá que fomos ver a "cantora das asas nos pés". O António reconheceu a música da garagem da vizinha e passou o concerto todo a perguntar "porque é que as pessoas se estão a rir?". Eu não sou particularmente fã do humor do Bruno Nogueira mas há que reconhecer que ele tem boas ideias e é um bom entertainer. Pelos vistos, também leva jeito para a música. Além de se rodear dos melhores. A grande Manuela Azevedo, Nuno Rafael, Filipe Melo e mais uns quantos. "Deixem o pimba é paz" estreou esta noite no São Luiz e vai andar por aí. Para ouvir, para rir e para cantar Ágata, Quim Barreiros, Marco Paulo, Toy, Mónica Sintra e mais uns quantos hits. Sem preconceitos.

Apenas para aguçar a curiosidade (1): conseguem imaginar aquela música do emigrante que vem de férias e tem um acidente e morre tudo cantada como um rap?

Apenas para aguçar a curiosidade (2): ouçam esta:

publicado às 00:23

A Porta dos Fundos chegou ao The New York Times. Uau.

Tags:

publicado às 00:11

O grande Louis CK.

publicado às 09:26

11
Jul13

Fábio Porchat

Foi por alturas do natal, num daqueles jantares onde conversa puxa conversa, que, já quase no fim da noite, nós todas com bandoletes de renas na cabeça, elas me mostraram a Porta dos Fundos. Começámos pelo Sobre a Mesa e o Nome do Bebê (que continuam, ainda hoje, entre os meus sketches preferidos) e depois quase não conseguíamos parar de ver os vídeos, uns atrás dos outros, descobrindo a maravilhosa Clarice Falcão, os engraçadíssimos Gregório Duvivier, Fábio Porchat, Antonio Tabet e todos os outros. Tratei de espalhar a novidade por colegas e amigos. Já viram? Não viram? Vão ver. A Porta tornou-se um vício. Motivo de gargalhadas inusitadas a meio de um dia de trabalho. Referência comum nas nossas conversas. Gritamos por Judite. Imitamos a Maitê. Pedimos tangerinas. Falamos com sotaque.

No sábado passado, o dia mais quente do ano, Fábio Porchat esteve em Lisboa num espetáculo de stand up comedy integrado no Famous Humour Festival e foi tudo aquilo que podíamos esperar dele. Histérico, apressado e muito engraçado. Ele não conta anedotas, conta histórias. Ele não goza com gordas nem com gente famosa, goza com ele próprio. E, sim, esta é uma boca para os humoristas portugueses e para o muito que alguns ainda têm que aprender. Foi tão bom. Ri tanto, mas tanto.

Diz-se que um homem que nos faz rir é melhor do que um homem que nos oferece um anel de diamantes. É um daqueles clichets. Mas, imagine-se, eu até sou uma rapariga que gosta de clichets.

publicado às 15:01


Mais sobre mim

foto do autor