Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O que eu aprendi nestes últimos anos:

Que não é fácil conhecer pessoas novas.

Que não há assim tantos homens interessantes.

Que não é fácil começar uma relação quando se é mãe a tempo inteiro.

Que às vezes há pessoas que parecem as certas e têm tudo a ver e cumprem todos os requisitos mas... falta aquela coisa básica que é a química.

Que às vezes há pessoas que não têm nada a ver e está na cara que não vai dar certo mas... porra, que vontade de lhe dar beijos.

Que às vezes há pessoas que surgem na nossa vida na hora errada. Pode mesmo ser uma questão de timing.

Que sexo é bom mas não é indispensável.

Que um homem faz mesmo falta é para dar atenção e miminhos e essas lamechices todas.

Que não é fácil ser feliz sozinha. É muito difícil até.

Mas que não estou disposta a aceitar qualquer coisa só para ter companhia. Nem estou disposta a abdicar da minha liberdade nem dos meus princípios nem de outras pequenas e grandes coisas que fui conquistando.

Que não vale a pena procurar.

Que o que tiver que ser será.

E se não acontecer nada, paciência. Vamos ter que aprender a viver com isso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:03


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.08.2018 às 18:23

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor