Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Conversar. Perguntar como foi o teu dia. Contar o meu dia. Comentar coisas sem importância. Falar da chuva. Dizer mal do governo. Criticar os chefes. Contar as novidades. Falar por falar. Dizer em voz alta o que me vai no pensamento. Posso dizê-lo às crianças mas não é a mesma coisa. E, depois, às nove e meia da noite calo-me. E assim fico.

Conversar. É das coisas que me faz mais falta.

publicado às 10:00


5 comentários

Sem imagem de perfil

vidasdanossavida 29.04.2014

Quando estava em casa com os meus filhos sem trabalhar sentia o mesmo. E no meio do caos que é uma casa com duas crianças, sentia-me às vezes sozinha e cheia de vontade de conversar. E o meu marido não conseguia compreender. Acho que agora que eu trabalho bastante e que ele está mais com os miúdos já percebe. Mas já estou para aqui a fugir ao teu post. Mas compreendo o que dizes. E apesar de estar casada passo muitas noites (como a de hoje) sozinha e sei o que é esse silêncio. Vou ler o meu livro e esperar pela meia noite para dar o biberão.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor