Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Num daqueles momentos de loucura saudável, decidi que seria giro irmos ver os acrobatas de Pequim, mesmo sendo num dia de semana, mesmo sendo no dia em que o Pedro tinha natação e o António um treino de futebol que terminava às 20.30. O Pedro tomou banho na piscina, o António nem por isso, vestiu-se no carro e foi já a caminho do CCB que jantámos umas sandes com sumo e biscoitos como sobremesa. O espetáculo durou duas horas, chegámos a casa já tarde, os putos estavam mais do que ensonados e acho que se deitaram sem lavar os dentes. Esta manhã o acordar foi mais difícil. Mas valeu a pena. Porque nos divertimos. E porque foi muito bom ver as caras deles, de felicidade e espanto, perante cada novo número, cada vez mais espectacular. Cambalhotas, contorcionismo, equilíbrio, saltos de todas as maneiras e feitios, com um, com dois, com muitos.

Quando eu era pequena sabia fazer o pino, encostada à parede mas fazia. Agora nem me atrevo a tentar. Mas lembro-me bem da sensação. É tão bom fazer o pino.

publicado às 22:10


Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor