Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Fomos ao banco depositar a nossa fortuna. Os miúdos tiveram alguma dificuldade em perceber por que raio iamos guardar o nosso dinheiro no banco se depois íamos precisar dele (eu própria, nos dias que correm, também tenho alguma dificuldade em perceber para que servem os bancos, mas enfim). Dei-lhes a única explicação possível: as moedas eram muito pesadas para as levarmos na mala para Paris. Assim, demos as moedas ao banco e, quando precisarmos, vamos buscar notas às caixas multibanco.

Ah, disse o António.

Pois, disse o Pedro.

É que esta história do mealheiro tinha também um objectivo educativo. Por um lado, sabíamos para o que estávamos a poupar e todos nós pusemos lá dinheiro, de boa vontade e até com uma certa alegria, ao longo de dois longos anos. Pode até custar um bocadinho mas vale a pena. Esta foi a lição de poupança número um. E, no final, com esta ida ao banco, queria que eles percebessem o mistério das caixas multibanco que só "dão" o dinheiro que nós lá pomos. "E se nós não tivermos lá dinheiro nosso, os multibancos não dão nada", concluí eu. Esta foi a lição de poupança número dois.

E consegui dizer isto tudo sem me rir.

publicado às 21:09


1 comentário

Sem imagem de perfil

Pec 04.08.2014

Julgo que quando forem comer croissants ainda vão perceber melhor ;)

Comentar:

CorretorEmoji

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor