Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



22
Jan14

Minissaia

O jornalismo cor-de-rosa (chamar-lhe jornalismo já é, na maior parte dos casos, ser simpática) é um dos maiores veiculadores de estereotipos de género e de preconceitos em relação às mulheres. A importância que se dá às mulheres de 50 anos que se "atrevem" a usar biquini. Aos homens que "não se importam" de trocar as fraldas aos filhos. Às mães que recuperam a "boa forma" um mês depois de parir. Às princesas que "exibem" as barrigas de sete meses de gravidez. Às mulheres que trabalham e ainda conseguem cuidar dos filhos. Aos namorados que "fazem questão" de mostrar publicamente o seu afecto. Às modelos que fazem sessões fotográficas "ousadas". Às unhas pintadas das rainhas. Às actrizes que usam vestidos transparentes. Às primeiras damas que gostam de dançar e de se divertir. Às minissaias das assessoras do presidente.

Tretas.

Tretas grandes e mentalidades muito pequenas. Como se estes artigos fossem escritos pelas senhoras moralistas da minha terra sempre prontas a julgar os outros pelas aparências, sempre muito preocupadas com as mulheres que ousam fazer o que lhes apetece e estão-se nas tintas para o que os outros vão pensar. Essas atrevidas.

publicado às 11:00


Comentar:

CorretorEmoji

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor