Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



02
Jul19

Não te demores

NÃO-TE-DEMORES-1.png

Hoje ensinaram-me um provérbio chinês: "Não semeies o amor onde não possas ficar". A internet não conhece este provérbio chinês. O mais parecido que encontrei foi esta frase - que pode ter sido dita pela pintora Frida Kahlo ou pela atriz Eleanora Duse ou até por outra pessoa qualquer (isto com as citações que se espalham pela internet, assim como com os provérbios chineses, nunca se sabe): "Onde não puderes amar não te demores". No entanto, as duas frases dizem coisas muito diferentes. E acho que esta segunda faz muito mais sentido. Embora tenhamos um poder limitado para decidir quem amamos e muito menos quem nos ama, podemos perfeitamente, e por muito que nos custe, decidir onde nos queremos ou não demorar. 

Tags:

publicado às 23:17


1 comentário

Perfil Facebook
Engraçado, eu prefiro a primeira. Tem a ver com um sentido de responsabilidade que me é intrinseco. Têm a ver com o não criar esperanças e/ou criar expectativas nos outros que não vão ser correspondidas. Se virmos bem, tem também a ver com empatia e noção que é cruel fazer com quem alguém nos ame sem o/a amarmos também.

Exupéry chegou perto: "És eternamente responsável por aquilo que cativas".

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor