Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Há dias que correm tão bem.

E depois há dias em que a vida escapa ao meu controlo e sinto que não vou conseguir. Porque é impossível conseguir conciliar o horário da escola e das actividades com o meu horário de trabalho e as reuniões de pais e as compras e as outras coisas todas que temos para fazer, que parece que calha tudo na mesma altura, e ainda pensar que devia ajudar o António a estudar para os testes desta semana mas não vou conseguir porque chegamos a casa às oito da noite (às vezes mais tarde) e a essa hora já não dá, e depois vou estar a trabalhar no fim-de-semana e eles têm de ir dormir a casa dos avós e por isso vou ter de dizer ao Pedro que não pode ir à festa de anos do melhor amigo porque não há quem o leve e traga e também não vou conseguir outra vez ajudar o António a estudar para o teste de segunda-feira porque vou trabalhar até às 9 da noite de domingo e é impossível.

É impossível, não vou conseguir. E isso deixa-me de rastos.

publicado às 22:30


1 comentário

Sem imagem de perfil

Dora 27.03.2014

Vais conseguir porque não tens outro remédio. Vais conseguir porque tens que conseguir. Não tens alternativa. Quando escreveste isto, escreveste como quem suspira e depois limpa as lágrimas e arregaça as mangas. Já sabes que vais conseguir. Escreveste isto porque, no fundo, a tua alma já está amparada em si mesma, na sua força de mãe que brota não sabemos de onde. Mas brota.
Vais conseguir.
Mas também podes ter pena de ti própria e chorar de vez em quando, porque estás a conseguir.

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor