Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



28
Jul20

Sem mas

Foi morto mas a verdade é que era uma pessoa difícil e estava sempre a arranjar chatices.

Foi espancada mas a verdade é que ela era muito respondona e tinha a mania.

Foi atacado mas a verdade é que tinha um passado violento e até já tinha estado preso.

Foi violada mas a verdade é que andava sempre com roupas provocantes e a pavonear-se por aí.

Não.

A verdade é que não há justificação para estes actos. Temos de perceber isto de uma vez por todas. Nada no passado ou na personalidade ou na vida de uma pessoa justifica a violência.

Vem isto a propósito da morte de Bruno Candé que parece que era boa pessoa mas até podia não ser. Não é isso que está em causa neste momento. 

Uma pessoa que toma a decisão de sair de casa com uma arma e, a sangue frio, atirar quatro vezes sobre um homem, no meio da rua, à vista de todos, sem medo e sem hesitações, não tem desculpa. Não há nenhum mas que se possa pôr nesta frase.

É um assassino.

E se está louco é um louco perigoso e não pode andar à solta.

111186527_2719955844954418_1614759778032963089_n.j

publicado às 10:06



Mais sobre mim

foto do autor