Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



"Ainda é cedo, amor
Mal começaste a conhecer a vida
Já anuncias a hora de partida
Sem saber mesmo o rumo que irás tomar
 
Preste atenção, querida
Embora eu saiba que estás resolvida
Em cada esquina cai um pouco a tua vida
Em pouco tempo não serás mais o que és
 
Ouça-me bem, amor
Preste atenção, o mundo é um moinho
Vai triturar teus sonhos, tão mesquinho
Vai reduzir as ilusões a pó
 
Muita atenção, querida
De cada amor tu herdarás só o cinismo
Quando notares estás à beira do abismo
Abismo que cavaste com os teus pés."
 
O Mundo é um Moinho, de Cartola, é uma música infinitamente triste que eu nunca tinha ouvido até ao fim-de-semana passado. A minha amiga queria falar-me do perigo de "de cada amor só herdar cinismo" mas eu fiquei presa na imagem do moinho que tritura os sonhos até reduzi-los a pó. 

Tags:

publicado às 16:24


Comentar:

CorretorEmoji

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor