Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



08
Mar14

Xutos

Nós tínhamos 13 anos e havia alguém que comprava um disco em vinil e havia alguém que gravava cassetes para os outros. Foi assim que ouvi 'Circo de Feras'. A começar com a energia da "carga pronta e metida nos contentores" e a terminar com a melancolia de "a vida vai torta, jamais se endireita". Do princípio ao fim, sem saltar nenhuma música. Naquele tempo em que todas usávamos blusões de ganga e lenços vermelhos ao pescoço, para imitarmos o Tim, também desenhávamos muitos “x” nos cadernos da escola e cantávamos em coro 'Não sou o único' e 'N'América'. E sonhávamos com o dia em que iríamos a um concerto para cruzar os braços ao alto para os nossos rapazes.

Esse dia tardou.

Lembro-me exactamente do primeiro concerto dos Xutos e Pontapés a que assisti (em que participei, é a formulação correcta). Foi em junho de 1997, no passeio marítimo de Alcântara. Festas da Cidade. E foi uma noite memorável. Foi a noite. Depois disso, vi-os no Coliseu de Lisboa (grande concerto), em alguns festivais, no estádio do Restelo (grande, grande concerto), no Campo Pequeno a iniciar as crianças da família na arte de gritar "ai a minha vida". Uma pessoa gosta dos Xutos como quem gosta dos Wham. Não é que a música seja a melhor. Mas é a música com que crescemos. É uma coisa de pele. Não se explica. Canta-se. E pula-se. O concerto de ontem à noite, na Meo Arena, não foi o melhor concerto do Xutos que já vi mas foi mais uma noite inesquecível. À nossa maneira, Cristina e Rute.

A foto é de Jorge Amaral/ Global Imagens

publicado às 15:17


1 comentário

Sem imagem de perfil

Cristina 20.03.2014

É ser à nossa boa maneira :)
Muito bom!!!!!!

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor